Buscar

BIM NA INOVAÇÃO DA CONSTRUÇÃO CIVIL

Atualizado: Jul 23

Segundo Carlos Massucato (2019), diretor da IBRACON (Instituto Brasileiro do Concreto), a realidade da indústria da construção civil está mais próxima a uma indústria 0.4 e não 4.0. Ele apresenta uma análise em que a indústria da construção fica atrás da agricultura, silvicultura, pesca e caça.


Figura 1: Índice de digitalização X crescimento de produtividade. Fonte: McKinsey Global Institute Analysis.


O evento “Inovação e o Futuro da Construção Civil” organizado pela CICS (Centro de Inovação em Construção Sustentável) em 2019 concluiu que o caminho para a inovação no setor começa pela aplicação plena do BIM.


O BIM é um software para projetar em 3D? Não. O BIM não é um software e vai muito além do 3D.


Business Information Modeling (BIM) ou Modelagem de Informação da Construção é uma metodologia que permite a criação de um modelo espacial inteligente, ou seja, que reúne todas as informações disponíveis. Por isso ele vai muito além do 3D e, na verdade, gera uma base de dados útil para todas as fases do empreendimento.


Esse modelo tridimensional parametrizado é a construção virtual da edificação, que reúne todos os projetos em um único modelo, gerando uma solução final rica em detalhes e mais assertiva.


Um modelo 3D de projeto arquitetônico, por exemplo, permite ter uma noção muito mais próxima do real e definir os detalhes conforme se deseja antes que essas decisões impliquem em custos ou conflitos técnicos.


Figura 2: Projetos 2D impressos. Fonte: Arcadia Design.


Figura 3: Modelo 3D de projetos. Fonte: Autodesk.


Outra vantagem muito importante é quanto à compatibilização entre as diferentes disciplinas de projetos, pois um projeto mal compatibilizado gera altos custos com mão de obra e material, uma vez que demanda que esses conflitos sejam resolvidos no canteiro de obras.


Figura 4: Detecção virtual de conflitos. Fonte: Autodesk


Figura 5: Visualização espacial da solução adotada. Fonte: ThinkBIM


E as informações presentes no modelo inicial geram os dados para o planejamento e gerenciamento da obra, como:

  • Quantitativos automáticos e mais precisos para elaboração do orçamento;

  • Associar o modelo 3D ao cronograma e acompanhar o avanço físico de cada etapa.

A Associação Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) estimou em 2018 que o BIM provoca uma “redução de 9,7% dos custos totais da obra e de 20% dos custos com insumos. A partir de simulações nas várias dimensões, da arquitetura, fundação, estrutura, às instalações hidráulicas e elétricas, por exemplo, é possível prevenir erros e corrigir inconsistências no planejamento”.


A Plax Engenharia preza pelo melhor em tudo que faz e por isso faz uso da metodologia BIM em suas obras, saiba mais entrando em contato conosco!

13 visualizações